Negociações sobre nova rodada de estímulos nos EUA avançam

132
A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi / Foto: Nancy Pelosi

São Paulo – As negociações sobre uma nova rodada de estímulos nos Estados Unidos estão avançando após meses de impasse. A presidente da Câmara dos Deputados, Nancy Pelosi, e o líder da minoria no Senado, Chuck Schumer, disseram em uma declaração conjunta que a proposta bipartidária de US$ 908 bilhões deve ser a base das negociações para um pacote de alívio.

“Essa proposta deve ser usada como base para negociações imediatas bipartidárias e bicamerais”, afirmaram Pelosi e Schumer. “Claro que ofereceremos melhorias, mas a necessidade de agir é imediata e acreditamos que, com negociações de boa-fé, poderíamos chegar a um acordo”, acrescentaram.

Anteriormente, os democratas haviam se unido em torno de um projeto de lei de US$ 2,4 trilhões aprovado na Câmara, que contém medidas que incluem financiamento para governos estaduais e municipais, entre outros pontos que as propostas do Partido Republicano excluíram.

Mas ontem, um grupo bipartidário revelou uma proposta de alívio de curto prazo de US$ 908 bilhões, que tem como objetivo ajudar o país a sobreviver ao recente aumento de casos de covid-19 até março.

Mais cedo, o líder da maioria na Câmara, Steny Hoyer, disse que tinha esperança de que nos próximos dias houvesse um acordo, ainda que de curto prazo, para mitigar os efeitos da crise provocada pela pandemia.

Hoyer afirmou que havia conversado com o líder da maioria no Senado, o republicano Mitch McConnell, e os dois concordaram que a legislação deveria ser apresentada antes do final da próxima semana.