Negociações sobre estímulos seguem paralisadas, diz Mnuchin

139
O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin. Foto: Stephen Jaffe/ FMI

São Paulo – O secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, disse que as negociações sobre mais uma rodada de ajuda ao novo coronavírus seguem paralisadas diante da recusa da oposição democrata em discutir qualquer acordo razoável para fornecer alívio aos norte-americanos e empresas afetadas pela pandemia.

“Começamos com US$ 1 trilhão e concordamos em aumentar essa proposta em várias áreas em um esforço para chegar a um acordo”, disse Mnuchin em entrevista para a CNBC. “Eles não baixaram [a proposta de US$ 3,5 trilhões]. Nunca nos fizeram uma proposta de US$ 2,0 trilhões”, acrescentou.

Mnuchin repetidamente trocou farpas com a presidente da Câmara dos Deputados, a democrata Nancy Pelosi, e com o líder da minoria no Senado, Chuck Schumer sobre o tamanho e o conteúdo da próxima rodada de alívio para combater os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus. Ambos os lados acusaram o outro de não querer se envolver em negociações sérias.

Os democratas disseram que estão dispostos a avançar para US$ 2 trilhões no próximo projeto de lei do novo coronavírus, abaixo dos US$ 3,5 trilhões de um projeto que a Câmara aprovou em maio. O governo estabeleceu sua meta para o tamanho da próxima em US$ 1 trilhão, mas indicou que está disposto a subir mais.

“A boa notícia é que, apesar de o Congresso não ter agido porque Pelosi e Schumer não estão dispostos a sentar e fechar um acordo razoável, o presidente avançou com decretos para ajudar as pessoas que ainda estão desempregadas”, disse Mnuchin.

O secretário do Tesouro norte-americano também sugeriu que Pelosi pode estar disposta a retomar as negociações nesta semana, quando voltar a reunir a Câmara para considerar a legislação que proíbe o Serviço Postal dos Estados Unidos de implementar mudanças que os democratas dizem que podem afetar a eleição presidencial marcada para 3 de novembro.

“A presidente Pelosi está voltando para olhar a questão dos correiro, com sorte ela estará mais interessada em se sentar e negociar”, disse Mnuchin.