Nancy Pelosi diz que vai apoiar pacote de estímulos de US$ 2,2 trilhões

145
A líder do Partido Democrata na Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi

São Paulo – A presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, a democrata Nancy Pelosi, anunciou que a oposição está disposta a reduzir em mais de US$ 1 trilhão sua proposta original de ajuda ao novo coronavírus, fazendo com que o plano chegue a US$ 2,2 trilhões.

“Originalmente, os democratas da Câmara e do Senado deixaram claro que estaríamos dispostos a cortar US$ 1 trilhão se a Casa Branca adicionasse US$ 1 trilhão por um projeto de lei. Para uma proposta intermediária, agora estamos dispostos a ir para US$ 2,2 trilhões para atender às necessidades do povo norte-americano”, afirmou ela em comunicado.

A mudança de posição acontece depois que Pelosi se reuniu com o chefe de gabinete Mark Meadows. Em maio, a Câmara dos Deputados aprovou uma proposta de estímulos no valor de US$ 3,5 trilhões. Já o Senado apresentou um plano bem mais modesto, de US$ 1 trilhão.

“Não se trata de dólares, trata-se de valores. Esses investimentos não apenas ajudarão a esmagar o vírus, mas também ajudarão a impulsionar a economia”, acrescentou ela.

O impasse entre governo, democratas e oposição levou as negociações a se estagnarem e forçou o presidente norte-americano, Donald Trump, a assinar decretos para compensar a falta de auxílio federal especialmente para os desempregados.

“O fracasso contínuo do governo em reconhecer os níveis de financiamento que especialistas, cientistas e o povo norte-americano sabem que são necessários, deixa nosso país em um trágico impasse”, afirmou Pelosi na nota.

“Os democratas estão dispostos a retomar as negociações assim que os republicanos começarem a levar esse processo a sério. Vidas, meios de subsistência e a nossa democracia estão em jogo”, concluiu.