Mundo não pode esperar mais por ações ESG, diz CEO da Suzano

São Paulo – O presidente da Suzano, Walter Schalka, disse que o mundo não pode esperar mais por ações de práticas sociais, ambientais e de governança (ESG, na sigla em inglês), durante evento do BTG Pactual.

“ESG é uma coisa que tem que estar instalada no nosso dia a dia, cotidiano e ação. o mundo não pode mais esperar. Temos uma situação de crescimento gradual de CO2. não podemos esperar para 2050, precisamos tomar ações imediatas”, disse o CEO.

Schalka explicou que a Suzano já tem uma política forte de redução na emissão de carbono e citou o Projeto Cerrado, que terá investimento de R$ 14,7 bilhões da empresa.

“A Suzano já é carbono negativo, temos um sequestro de carbono maior do que nossa emissão. Cada vez que nos aumentamos nossa base plantar e o projeto de investimento de R$ 14,7 bilhões no Projeto Cerrado, que vai permitir um aumento maior do sequestro de carbono”, disse.

O executivo também explicou os planos da empresa para o futuro, que é renovar a vida a partir da árvore, produzindo produtos que hoje são feitos com materiais agressivos ao meio ambiente.

“Nossa percepção é renovar a vida a partir da árvore. Nos queremos fazer muito mais, a partir da arvore tirar novos produtos que venham substituir produtos fosseis”, explicou.

“A nossa ambição é de transformar, impactar o mundo. nos estamos trabalhando na nossa iniciativa. mas esse projeto vai na direção correta para ampliar o impacto positivo ambiental no mundo e gerar valor para a sociedade”, finalizou.

Bruno Soares / Agência CMA

Copyright 2021 – Grupo CMA