Multiplan registra vendas recordes de R$5,6 bilhões no quarto trimestre de 2021

São Paulo – A Multiplan registrou R$ 5,6 bilhões em vendas durante o quarto trimestre, recorde histórico para a companhia e uma alta de 8,1% sobre o mesmo período de 2019, pré-pandemia. No ano de 2021 as vendas somaram R$ 14,6 bilhões, representando 89,5% do total de 2019.

A empresa destaca, ainda, que dezembro foi o grande mês do trimestre, com vendas representando 110,1% do registrado no mesmo período de 2019. Durante a semana do Natal, entre os dias 17 e 24, as vendas foram de R$ 1 bilhão, ou 116,7% daquelas registradas em 2019.

De acordo com a Multiplan, o bom resultado foi impulsionado pelo fluxo de veículos e o tempo de permanência nos shoppings no quarto trimestre. O primeiro quesito atingiu 88,7% dos níveis de 2019, com 11,8 milhões de veículos, onde 58% permaneceram nos shoppings por mais de uma hora.

As vendas mesmas lojas da Multiplan cresceram 10,3% entre outubro e dezembro, também em comparação com o mesmo período de 2019. Os segmentos de vestuário, alimentação e artigos diversos apresentaram crescimentos de 19%, 12,5% e 11%, respectivamente, no índice. Já os artigos de lar e escritório e serviços tivera quedas de 10,8% e 4,6%, mas apresentaram melhora em relação ao trimestre anterior, segundo a companhia,

Impulsionado pela alta na inflação, o índice de aluguel nas mesmas lojas atingiu 41,4% no quarto trimestre, sobre igual período de 2019, superando a relação observada no terceiro trimestre, de 28,4%, e a inflação de dois anos medida pelo IPCA (15,0%), e igualou o efeito do reajuste do IGP-DI para o mesmo período (41,4%).

A taxa de ocupação dos shoppings da Multiplan chegou a 95,3% no quarto trimestre, uma alta de 8 pontos percentuais sobre o terceiro trimestre. Dez shoppings apresentaram ocupação igual ou maior a 97%, afirma a administradora.

Já o custo de ocupação foi de 12,7% no quarto trimestre, queda de 97 pontos base sobre o terceiro trimestre. O aluguel representou 9,1% dos custos, com aumento das parcelas viabilizado pelas iniciativas de redução de encargos comuns e pelo aumento das vendas.