Moody’s atribui rating B1 à Petro Rio pela primeira vez

São Paulo – A agência de classificação de risco Moody’s atribuiu o rating B1 à Petro Rio pela primeira vez, baseado no fechamento da transação proposta por sua subsidiária integral Petro Rio Luxemburgo, de emissão de US$ 500 milhões em senior secured notes (títulos de dívida), no mercado internacional, com vencimento em 2026. O rating também é baseado na documentação preliminar revisada pela agência. A emissão também foi avaliada com rating B1. A perspectiva é estável.

O rating é apoiado pela pequena base de ativos da companhia e pelo tamanho da produção de petróleo bruto, por seu alto risco operacional devido à concentração geográfica e à maturidade de seus ativos de petróleo e gás e por seu alto risco relacionado à dependência de aquisições de ativos de petróleo e gás para sustentar a produção ou crescer, mitigados por sua alta eficiência operacional e geração de caixa, que suporta a baixa alavancagem de dívida e índices de cobertura de juros adequados para sua categoria de rating, disse a agência, em nota.

A avaliação também destaca a alta flexibilidade de gastos de capital; ambiente regulatório favorável; e o fato de o capital da empresa estar listado em bolsa de valores brasileira, o que tende a fortalecer a governança corporativa.

A perspectiva estável é baseada na visão de que o perfil de crédito da empresa não mudará materialmente nos próximos 12 a 18 meses devido às expectativas de preços de petróleo e gás relativamente estáveis compromisso da empresa de reduzir ainda mais a alavancagem antes de fazer outra grande aquisição.