Moderna anuncia vacina reformulada capaz de conter novas variantes do coronavírus

Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – A norte-americana Moderna anunciou a fabricação de uma vacina modificada contra a covid-19 que apresentou eficácia contra variantes do coronavírus, especialmente a descoberta na África do Sul.

Em comunicado, a empresa de biotecnologia informa que enviou doses do novo imunizante para o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH, na sigla em inglês) para um ensaio clínico de fase 1.

“Embora os dados iniciais confirmem que a vacina mRNA-1273 fornece atividade neutralizante contra variantes preocupantes, por uma abundância de cautela, Moderna está buscando duas estratégias contra essas variantes, sujeitas à revisão da Food and Drug Administration (FDA- equivalente à Anvisa no Brasil)”, diz a nota.

Primeiro, a Moderna está avaliando as doses de reforço da vacina para aumentar a imunidade neutralizante contra as variantes preocupantes. Em segundo lugar, a empresa planeja avaliar as vacinas mRNA-1273.351 e mRNA-1273.211 como uma série de imunizações primárias para aqueles que são soronegativos.

Consistente com a recomendações da FDA, a Moderna planeja avaliar a imunogenicidade e segurança em participantes que não receberam a vacina contra a covid-19, bem como participantes em estudos clínicos que receberam anteriormente a vacina mRNA-1273.

“Estamos ansiosos para iniciar o estudo clínico de nossa variante de reforço e somos gratos pela colaboração contínua do NIH para combater esta pandemia”, disse o executivo chefe da Moderna, Stéphane Bancel.

“Aproveitando a flexibilidade de nossa plataforma de mRNA, estamos nos movendo rapidamente para testar as atualizações das vacinas que abordam as variantes emergentes do vírus. A Moderna está empenhada em fazer quantas atualizações em nossa vacina forem necessárias até que a pandemia esteja sob controle”, acrescentou.