Mnuchin diz estar esperançoso por um acordo com Pelosi ainda hoje

108
O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin / Foto: Casa Branca

São Paulo — O secretário do Tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, afirmou estar “esperançoso” de que um acordo seja feito entre ele e a presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, sobre um novo pacote de auxílio devido à crise do novo coronavírus.

“Eu digo que vamos dar mais uma tentativa séria de conseguir isso e tenho esperança de que possamos conseguir algo”, disse ele durante a conferência Delivering Alpha apresentada pela CNBC e a Institutional Investor. “Acho que há um compromisso razoável aqui.”

De acordo com Mnuchin, os dois conversaram várias vezes durante o fim de semana e estão tendo uma “comunicação muito efetiva”. “Acredito que podemos conseguir algo com um pouco do que cada um quer”, disse Mnuchin.

Quando questionado se mesmo com um acordo com Pelosi, o secretário conseguiria convencer os senadores republicanos a aceitarem o plano bipartidário, Mnuchin disse que estava conversando com os líderes do Senado.

“Tenho conversado com Mitch McConnell, líder do partido Republicano e da maioria do Senado, e com Kevin McCarthy, líder da minoria na Câmara de Deputados, e acredito que conseguiremos ceder para chegar ao acordo”, afirmou ele.

Segundo Mnuchin, os dois partidos acreditam em direcionar dinheiro para escolas, créditos de volta ao trabalho, assim como mais financiamento ao Programa de Proteção ao Pagamento (PPP, na sigla em inglês). “Concordamos sobre onde o dinheiro deve ser investido, as discordâncias estão na quantia”, completou.

Republicanos e democratas vêm tentando chegar a um quarto pacote de ajuda à população devido à crise causada pelo novo coronavírus há meses. Enquanto o partido Democrata sugere mais de US$ 2 trilhões de ajuda, os Republicanos desejam no máximo US$ 1 trilhão.