Ministério espera apresentar um plano de leilões para três anos

139
O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, participa de audiência pública na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado.

São Paulo – A expectativa é que até o final do ano o Ministério de Minas e Energia (MME) apresente um plano de leilões de geração e transmissão para os próximos três anos, afirmou o ministro Bento Albuquerque, durante mesa redonda ministerial, promovida pela Agência Internacional de Energia (IEA) e pela Organização Latino-Americana de Energia (OLADE).

Segundo ele, estudos preliminares apontam que o Brasil necessitará de energia nova a partir de 2025. Para 2020, os leilões de geração foram cancelados e o único a ser realizado será o de transmissão, marcado para dezembro.

Em relação ao setor de petróleo e gás, o ministro explicou que, com exceção do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) em função do isolamento social por conta da pandemia, houve queda no consumo de combustíveis automotivos e de querosene de aviação, mas que em maio, porém, o setor iniciou uma recuperação gradual, tendo atingido, hoje, a total normalidade nos níveis de consumo dos combustíveis.

Albuquerque lembrou ainda que a Petrobras retorna agora para suas atividades dentro da sua vocação natural que é a exploração de petróleo em águas profundas e ultra profundas. “A empresa segue adiante com o desinvestimento de seus ativos em setores como refinamento, toda a cadeia de gás natural, distribuição de combustíveis, entre outros”.