Merkel oferece apoio à Argentina em renegociações de dívida com FMI

Bandeira argentina na Casa Rosada. (Foto: Nações Unidas)

Buenos Aires – O presidente da Argentina, Alberto Fernández, realizou conversou com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, que prometeu apoiar Buenos Aires nas propostas apresentadas ao Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre a modificação da política de sobretaxas e o alongamento do pagamento da dívida.

“Junto com Espanha, Portugal, Itália e França vamos continuar apoiando a Argentina para encontrar um acordo sustentável com o FMI”, disse Merkel durante a videoconferência que durou mais de 40 minutos, segundo fontes oficiais.

A Argentina precisa do apoio do país europeu em seus compromissos de dívida com o Clube de Paris, no valor de US$ 2,4 bilhões e com vencimento em 31 de maio, já que a Alemanha é o maior credor, com 34,1%, depois do Japão e da Itália.

Após uma viagem pela Europa qualificada de “muito positiva”, a Argentina obteve o apoio de dirigentes europeus quanto à renegociação da dívida contraída com o FMI, bem como ao pedido de eliminação das sobretaxas cobradas pelo organismo multilateral de crédito.

Tradução: Carolina Gama