MERCADO AGORA: Veja um sumário dos negócios até o momento

São Paulo – O Ibovespa apagou a alta registrada desde o início da última sessão de 2020 e passou a oscilar entre leves altas e baixas em um pregão de liquidez reduzida em meio a ajustes de carteira.

Por volta das 13h30 (horário de Brasília), o Ibovespa registrava ligeira queda de 0,16%, aos 119.216,98 pontos. O volume financeiro do mercado era de aproximadamente R$ 8,2 bilhões. No mercado futuro, o contrato de Ibovespa com vencimento em fevereiro de 2021 apresentava recuo de 0,10%, aos 119.420 pontos.

Minutos depois da abertura, a bolsa brasileira atingiu a inédita máxima intraday de 120.149,85 pontos. Com o passar do tempo, porém, a escassez de notícias e a liquidez reduzida pela proximidade do fim do ano levaram o índice a apagar a alta inicial.

Após apresentar forte volatilidade pela manhã, mas com ligeiro viés de alta, o dólar comercial passou a cair no início da tarde de hoje, após o fim da disputa pela formação da Ptax.

Por volta das 13h30, o dólar comercial registrava queda de 0,23%, sendo negociado a R$ 5,1690 para venda. No mercado futuro, o contrato da moeda norte-americana com vencimento em janeiro de 2021 apresentava recuo de 0,29%, cotado a R$ 5,196.

Profissionais das mesas de operação afirmam que a “briga” pela formação da taxa Ptax de fim de ano promete movimentar o mercado de câmbio ao longo do dia, apesar do bom humor no exterior beneficiar os ativos de risco. Segundo eles, os investidores aqui estão rolando grande parte das posições, diante da baixa liquidez que marcam os últimos dias do ano.

“Portanto, o tão esperado desmonte de overhedge [excesso de posição defensiva] está chegando ao fim”, comenta um diretor da tesouraria de um banco estrangeiro. Segundo ele, esse desmonte somado à Ptax tendem a mover “artificialmente” o dólar, além de aumentar a volatilidade do dia no mercado de câmbio.

As taxas dos contratos de juros futuros (DIs) são negociadas com leves oscilações, rondando os níveis dos ajustes da véspera, sem uma direção definida. O movimento da curva a termo local é influenciado pela baixa liquidez do dia. Os investidores também monitoram o comportamento do dólar, neste dia de formação da taxa Ptax, avaliando a estratégia do Banco Central no câmbio doméstico.

Às 13h30, o DI para janeiro de 2022 tinha taxa de 2,88%, de 2,88% no ajuste anterior; o DI para janeiro de 2023 projetava taxa de 4,21%, de 4,23% após o ajuste ontem; o DI para janeiro de 2025 estava em 5,66%, de 5,67%; e o DI para janeiro de 2027 tinha taxa de 6,41%, de 6,41%, na mesma comparação.