MERCADO AGORA: Veja o comportamento dos negócios no início da tarde

312

São Paulo – O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, opera em queda no início da tarde, acompanhado pela alta do dólar, refletindo um ajuste de posições no mercado diante da valorização recente das ações e o clima de cautela provocado pela tensão entre os Estados Unidos e o Irã.

A relação entre os dois países piorou depois que os norte-americanos bombardearam um aeroporto no Iraque e mataram um dos principais chefes militares iranianos. O incidente levou o Irã a rejeitar os limites ao enriquecimento de urânio previstos num acordo com outros países e a ameaçar atacar tropas dos Estados Unidos, que por sua vez prometeu revidar qualquer eventual ataque.

O Ibovespa, que no fim da semana passada renovou sua máxima histórica ao atingir 118.091 pontos, recuava 0,58%, para 116.199 pontos. O dólar comercial, por sua vez, avançava 0,41% no pregão à vista, para R$ 4,0820, depois de ter atingido no primeiro pregão de 2020 R$ 4,0060 – o menor nível desde novembro do ano passado.

“Lá fora algumas Bolsas estão subindo, mas acredito que ainda estamos tendo uma correção de toda a alta que tivemos em dezembro. A questão do Irã causou instabilidade e vejo espaço para uma correção até uns 115 mil pontos, embora o mercado ainda esteja comprador”, disse o analista da Necton Corretora, Gabriel Machado.

No caso do dólar, a moeda “chegou ao patamar de R$ 4,04, R$ 4,05 de forma intensa na reta final do ano. Agora, voltou a subir muito rápido no ambiente menos propício para tomada de risco e começa a buscar proteção de olho no cenário geopolítico externo. Além do desempenho recente de queda”, comenta o trader da Quantitas, Lucas Monteiro, sobre o movimento de ajuste.

Entre os juros, as taxas acompanham o avanço do dólar. “O investidor começa a buscar proteção, olhando o ambiente geopolítico externo e o desempenho recente dos ativos”, disse um operador de derivativos sobre a valorização do dólar.

Edição: Gustavo Nicoletta (g.nicoletta@cma.com.br)