Menor despesa ajuda e lucro ajustado soma R$ 4,633 bi no 4T19

163
Foto divulgação: Ambev

São Paulo – O lucro líquido ajustado da Ambev elevou 24,4% no quarto trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, para R$ 4,633 bilhões, devido a uma menor despesa de imposto de renda, ficando acima das projeções coletadas pela Agência CMA, de R$ 4,198 bilhões.

O lucro líquido ajustado desconsidera participação de não controladores despesas com imposto de renda, participação nos resultados de coligadas, resultado com operações financeiras, itens não recorrentes e despesas com depreciação e amortização.

Em 2019, lucro ajustado soma R$ 12,549 bilhões, alta de 8,5%, enquanto o lucro líquido subiu 7,4% no ano, para R$ 12,188 bilhões.

A receita líquida diminuiu 1% no trimestre e somou R$ 15,856 bilhões, decorrente da contínua expansão do segmento premium. O valor ficou abaixo as projeções de analistas, que previam R$ 16,365 bilhões

O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado, por sua vez, totalizou R$ 6,924 bilhões no trimestre, valor 9,3% menor que o visto no mesmo período de 2018, ficando abaixo da projeção de R$ 7,190 bilhões.

O volume de vendas total da Ambev atingiu 47,295 milhões de hectolitros, alta de 3,4% na comparação anual. No Brasil, o volume de vendas subiu 4,7% no quarto trimestre e totalizou 31,391 milhões de hectolitros.

Ainda no Brasil, a receita líquida foi de R$ 8,893 bilhões no período, 2,8% maior que o visto no mesmo intervalo do ano anterior, enquanto o lucro bruto foi de R$ 5,288 bilhões, queda de 2,7% na mesma base de comparação. O ebitda ajustado, por sua vez, caiu 6,6% no período e somou R$ 3,998 bilhões.

Internamente o segmento premium da companhia mostrou resultados animadores, com crescimento de dois dígitos no trimestre e no ano, liderado pelo portfólio de marcas globais.

Em 2019, a empresa distribuiu R$ 7,7 bilhões em juros sobre capital próprio (JCP) relativos ao exercício de 2019. No ano, a posição líquida de caixa era de R$ 8,852 milhões. Ao final do trimestre, a dívida consolidada da Ambev era de R$ 3,062 bilhões, queda de 25,37% na comparação anual.