Mais de 20 países, incluindo o Brasil, estão interessados em vacina russa contra a covid-19

261
Foto: Brian Hoskins / freeimages.com

São Paulo – Mais de 20 países, incluindo Brasil, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, India e México manifestaram interesse em adquirir a vacina russa contra o novo coronavírus, disse o vice-diretor do centro Gamaleya – que desenvolveu a vacina -, Denis Logunov, para a agência de notícias “Sputnik”.

“Mais de 20 países manifestaram interesse em adquirir [a vacina] Sputnik V, incluindo Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Indonésia, Filipinas, Brasil, México e India”, disse Logunov.

Ele acrescentou que até o final deste ano devem ser produzidos até 200 milhões de doses se todas as plataformas de produção, inclusive internacionais, puderem ser utilizadas.

O Ministério da Saúde da Rússia anunciou na semana passada o registro da primeira vacina contra o covid-19 do mundo.

A vacina de dois vetores, baseada em adenovírus humano, foi desenvolvida pelo Centro Russo de Epidemiologia e Microbiologia Nikolai Gamaleya. O nome comercial do medicamento é Sputnik V.

O presidente russo, Vladimir Putin, declarou que a vacina passou em todos os testes necessários e demonstrou sua capacidade de desenvolver uma resposta imunológica estável.

A campanha de vacinação gratuita no país está prevista para começar no próximo mês. Os primeiros a receber a vacina serão profissionais de saúde e trabalhadores do setor de educação.