Lucro soma R$ 78 mi no 4T19; empresa faz ajuste

230

São Paulo – A Via Varejo reverteu o prejuízo e teve lucro líquido de R$ 78 milhões no quarto trimestre de 2019. No ano passado, o prejuízo subiu 64,5% e somou R$ 479 milhões.

A companhia disse que encerrou as investigações referentes à denúncia anônima e que houve ajustes nas demonstrações financeiras do trimestre em função da investigação, que apontou de fraudes, erros e mudanças de estimativa de R$ 1,190 bilhão, sendo R$ 786 milhões líquidos de impostos.

Em comunicado, a Via Varejo explicou que não será necessária a reabertura de exercícios anteriores a 2019 porque a empresa avaliou o assunto, considerando aspectos qualitativos e quantitativos, e concluiu que os efeitos sobre as demonstrações financeiras de 2018 não são materiais para justificar a realização de ajustes retrospectivos.

No trimestre, a receita líquida totalizou R$ 7,6 bilhões no período, 1,1% maior que o visto no mesmo período do ano anterior.

O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado, que exclui outras despesas e receitas operacionais, alcançou R$ 605 milhões no trimestre, alta de 91,4% na comparação anual.

As vendas no conceito mesmas lojas, que exclui o resultado de operações inaugurados a menos de 12 meses, recuaram 0,6% no trimestre. A empresa inaugurou 10 novas lojas no trimestre, atingindo o total 1.071 lojas.

O Gross Merchandise Value (GMV) total, que inclui e-commerce e lojas, totalizou R$ 9,363 bilhões no trimestre, 7,3% maior que o visto no mesmo período de 2018. O GMV faturado do e commerce foi de R$ 2,2 bilhões ao final do período, alta de 34,9% na base anual.

Ao final do trimestre, a dívida financeira era de R$ 2,115 bilhões, alta de mais de duas vezes na comparação anual. O caixa líquido ajustado, que inclui recebíveis não descontados, foi de R$ 2,213 bilhões, queda de 50,18%. A alavancagem, medida pela relação caixa líquido por ebitda de 12 meses, foi de 1,3 vez.