Lucro da Total cai 99% no 1T20, para US$ 34 milhões

133
Foto divulgação: Petrobras

São Paulo – A Total reportou lucro líquido de US$ 34 milhões no primeiro trimestre deste ano, o que representa uma queda de 99% em relação ao mesmo período de 2019. Na mesma base de comparação, a receita caiu 14,3%, para US$ 43,870 bilhões.

“Pressionado pelo colapso na demanda relacionada ao covid -19, os preços do petróleo caíram fortemente em março para uma média de US$ 50 por barril no primeiro trimestre, queda de 21% em base anual”, segundo a empresa. Com isso, o lucro operacional ajustado da Total foi de US$ 2,3 bilhões, queda de 33%.

O setor de exploração e produção teve queda de 59% no lucro, para US$ 703 milhões. No setor de refino e químicos, o lucro recuou 49%, para US$ 382 milhões, enquanto no segmento de distribuição e serviços houve queda de 12%, para US$ 302 milhões. Por fim, o lucro da área de gás e energia renovável subiu 54%, para US$ 913 milhões.

A produção alcançou 3,086 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) no primeiro trimestre deste ano, o que representa uma alta de 5% ante igual período do ano anterior, refletindo o início de novos projetos, entre outros fatores.

Segundo a Total, a demanda global abaixo da oferta devido à pandemia do novo coronavírus levou à superprodução e aumento forte de estoques. “A alta gradual na demanda ligada ao fim da crise de covid-19 pode não trazer uma solução rápida para a crise do petróleo devido ao tempo necessário para retornar os estoques a níveis normais”.

Para 2020, a Total espera crescimento na produção entre 2,95 milhões de boed e 3 milhões de boed, redução de ao menos 5% ante as projeções anteriores, “levando em conta as reduções voluntárias do Canadá, as cotas excepcionais anunciadas pela Opep +, baixa demanda local por gás e a situação na Líbia”.