Lucro líquido da Natura cresce 292% no 4° trimestre e totaliza R$ 695 milhões

89
Foto divulgação: Natura

São Paulo – A Natura&Co, que reúne as marcas Natura, Avon, The Body Shop e Aesop, reportou lucro líquido consolidado de R$ 695 milhões no quarto trimestre de 2021, alta de 292% na comparação com o mesmo período de 2020, impulsionado pela mudança estruturais, principalmente da Avon, e por sinergias alcançadas na América Latina antes do previsto. O balanço foi divulgado na noite de ontem.
A receita líquida foi de R$ 11,6 bilhões no trimestre, 3% menor que a vista no mesmo período de 2020. Segundo a companhia, a queda é reflexo de um “ambiente desafiador e uma forte base comparável, tendo em vista que o período de 2020 teve uma alta de 24,3%”.
O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado do período subiu 3,9% no período, para R$ 1,5 bilhão, na mesma base de comparação. Já a margem Ebitda ajustada atingiu 13,3%, baixa de 0,9% em relação a 2020.
Por segmentos, a Avon International, que exclui América Latina, por sua vez, teve receita líquida de R$ 2,7 bilhões, queda de 5,6% ante o mesmo intervalo de 2020. O segmento teve margem ebitda de 10,7% no intervalo.
A Natura&Co América Latina registrou receita líquida de R$ 6,1 bilhões, queda de 2,8% ante o mesmo intervalo de 2020 e margem ebitda de 12,1%.
A The Body Shop e Aesop ex-Latam tiveram receitas líquidas de R$ 1,9 bilhão e R$ 898,9 milhões, respectivamente, queda de 8,8% da Body Shop e crescimento de 22% da Aesop. A margem ebitda da Body foi de 22,2% no trimestre e da Aesop, 26,7%.