Lucro líquido cai e totaliza R$ 1,175 bi no 4T19

420

São Paulo – A Suzano registrou lucro líquido de R$ 1,175 bilhão no quarto trimestre deste ano, queda de 61% na comparação anual. No acumulado do ano passado, a empresa teve prejuízo líquido de R$ 2,815 bilhões.

De acordo com a companhia, a variação é explicada em grande parte pelo menor resultado operacional, explicado principalmente pelo preço da celulose, parcialmente compensado pelo maior volume vendido.

A receita líquida da companhia no período foi de R$ 7,049 bilhões, 3% menor que o visto no mesmo período do ano anterior.

O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado, sem a inclusão de itens não recorrentes, caiu 31% no trimestre, para R$ 2,465 bilhões.

Em relação aos dados operacionais, a Suzano vendeu 3,288 milhões de toneladas de papel e celulose no período, alta de 35%. Do total, 2,920 milhões de toneladas foram de celulose, 40% maior na comparação anual, e 369 mil toneladas de papel, alta de 5%, na mesma base de comparação.

No quesito produção, a empresa produziu 2,587 milhões de toneladas de papel e celulose no quarto trimestre, retração de 11% ante igual intervalo de 2018. Do total, 2,267 milhões de toneladas foram de celulose, 12% menor na comparação anual, e 319 mil toneladas de papel, queda de 5%, na mesma base de comparação.

O preço médio líquido de celulose no mercado externo foi de US$ 471 por tonelada, queda de 11%, enquanto o preço médio de papel ficou em R$ 3,844 por tonelada no trimestre, 4% menor que visto no intervalo anterior.

Ao final do quarto trimestre, a dívida líquida da Suzano era de R$ 54,106 bilhões, alta de 2,1 vezes na comparação anual. A alavancagem, medida pela relação dívida líquida por ebitda ajustado, era de 5,0 vezes, 3,5 pontos percentuais (pp) maior que o mesmo período de 2018.

No período, a geração de caixa operacional, que considera o ebitda ajustado menos o capex de manutenção, foi de R$ 1,540 bilhões no quarto trimestre, queda de 38% na comparação anual. Os investimentos da Suzano somaram R$ 1,380 bilhão no período, 19% inferior que o visto no mesmo intervalo de 2018.