Lucro ajustado da Equatorial alcança R$ 375 mi no 1T20

157
Linhas de transmissão de energia, energia elétrica

São Paulo – A Equatorial Energia registrou lucro líquido ajustado de R$ 375 milhões no primeiro trimestre de 2020, uma alta de mais de duas vezes na comparação com o mesmo período do ano passado. A receita operacional líquida subiu 25,2% no período, para R$ 4,207 bilhões na base anual.

De acordo com a companhia, o lucro do período foi fortemente influenciado pelo reconhecimento de resultados dos projetos de transmissão e o crescimento do lucro líquido da Equatorial Pará que alcançou R$ 88 milhões no primeiro trimestre.

O ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado trimestral registrou alta de 77%, para R$ 1,069 bilhão, enquanto ebitda ajustado dos últimos 12 meses alcançou R$ 4,849 bilhões, alta de mais de duas vezes.

No trimestre, o volume total de energia distribuída aumentou 6,2% e totalizou 5.581 gigawatts-hora (GWh). O número de consumidores somava 7,6 milhões ao final do período, 0,7% maior na comparação anual.

A energia distribuía pela Cemar, concessionária do Maranhão, atingiu 1.554 GWh no período, 5% superior ao mesmo período de 2019. O volume total distribuído pela Celpa, distribuidora do Pará, somou 2.089 GWh no trimestre, alta de 6,9% na base anual.

A concessionária do Piauí, por sua vez, distribuiu 904 GWh, alta de 5,3%, enquanto no Alagoas a concessionária foi 1.031 GWh, alta de 7,3% na mesma base de comparação.

Ao final do primeiro trimestre, a dívida líquida da Equatorial era de R$ 10,891 bilhões, alta de 26 na base anual. A alavancagem, medida pela relação dívida líquida por ebitda ajustado dos últimos 12 meses, era de 2,2 vezes, queda de 1,6 vez na comparação anual.