LSE rejeita oferta de compra da bolsa de Hong Kong

Foto divulgação: Pinterest

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – A Bolsa de Londres (LSE) rejeitou a proposta de compra feita pela Bolsa de Hong Kong (HKSX), citando preocupações sobre vários aspectos da oferta e reafirmando sua intenção de manter seu plano atual de comprar o provedor de informações financeiras Refinitiv.

“O Conselho tem preocupações fundamentais sobre os principais aspectos da proposta condicional: estratégia, entrega, forma de consideração e valor.

Consequentemente, o Conselho rejeita por unanimidade a proposta condicional e, dadas as suas falhas fundamentais, não vê mérito em outros compromissos”.

Na quarta-feira, a Bolsa de Hong Kong fez uma oferta de compra da Bolsa de Londres por 29,6 bilhões de libras em dinheiro e em ações, e afirmou que a proposta só irá adiante se a LSE desistir de seu plano de comprar o provedor de informações financeiras Refinitiv.

A Bolsa de Londres, porém, quer manter o plano. “A LSE continua comprometida e continua a fazer um bom progresso em sua proposta de aquisição da Refinitiv”, diz a nota. “A transação permanece no caminho certo para ser concluída no segundo semestre de 2020”.

A LSE anunciou no início de agosto que planejava comprar o Refinitiv por US$ 27 bilhões, cerca de dez meses depois que um consórcio liderado pelo grupo de private equity Blackstone concluiu a compra do Refinitiv da Thomson Reuters.