Localiza prevê normalização gradual do fornecimento de carros até 2022

Foto divulgação: Localiza

São Paulo – A Localiza disse que os problemas de fornecimento da indústria automobilística têm levado a empresa a redobrar os cuidados com os carros, refletindo em aumento no custo de manutenção, por conta do envelhecimento dos carros, e elevação dos preços de locação.

Tudo isso tem pressionado as margens, com recuo de 63,9% para 62,7% em base consolidada em relação ao primeiro trimestre e acima de 58,8% no final de 2020.

“A expectativa é que essa tendência seja temporária, provavelmente somente no segundo semestre deste ano”, disse Rodrigo Tavares Gonçalves de Sousa, diretor de finanças e de relações com investidores da Localiza, em teleconferência com investidores.

A companhia também espera um aumento dos preços de carros zero quilômetro acima da inflação, mas em níveis menores que os vistos desde o início da pandemia, em março de 2020, que chegaram a 30%, segundo o executivo.

“A normalização será gradual até o ano que vem, algumas montadoras foram mais afetadas que outras e já sentimos uma melhora no fornecimento no segundo trimestre”, acrescentou.

Segundo o executivo, comprar carros mais caros impacta muito na precificação e nos custos. Como alternativa, a empresa disse que começou a oferecer seguros de carros aos clientes como prática de mercado, repassando para os preços de locação.

Com isso, a empresa espera retomar um crescimento atrelado à normalização das frotas a partir do quarto trimestre de 2021.

NOVOS NEGÓCIOS

A Localiza se prepara para o aumento de vendas e locação que deve acontecer com a reabertura da economia no segundo trimestre, disse Nora Lanari, diretora de relação com investidores da Localiza.

“Estamos otimistas com o lançamento da Zarp, que aproxima a empresa dos motoristas de aplicativo e nos prepara para atender suas demandas, potencializando as oportunidades do segmento”, comentou.

Ontem, a companhia disse estar avançando nas frentes do carro por assinatura e do carro para motoristas de aplicativo com as frente Localiza Meoo e Zarp, solução de locação de automóveis voltada para motoristas de aplicativos anunciada em junho.

A empresa também avalia oportunidade para gerar valor e aumentar a rentabilidade através da analise de sua base de clientes por meio de estratégias digitais.

“Estamos olhando todos os pontos do nosso ecossistema. A proteção do casco nos dá mais flexibilidade para gerenciar e proteger os produtos”, disse.

SEGUNDO TRIMESTRE

Em relação aos resultados do segundo trimestre, os executivos destacaram o avanço das receitas de aluguel e venda de seminovos e do volume de locação do segundo trimestre, apesar do contexto da segunda onda de covid-19.

Apesar da oferta restrita de carros, a companhia aumentou a venda de seminovos. A companhia praticou preços de venda 31,3% mais altos no segundo trimestre, em base de comparação anual.

“A companhia encerrou o trimestre com R$ 4,1 bilhões em caixa para financiar o crescimento”, disse Lanari.

FUSÃO COM UNIDAS

A Localiza disse que segue atuando separadamente da Unidas e aguarda aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) sobre a fusão.

Em maio, a superintendência-geral do órgão antitruste disse ver concentração elevada da operação, citando uma série de preocupações e, com isso, decidiu aprofundar a análise do proposta de compra da Unidas pela Localiza.

Anunciada em setembro passado, a proposta de fusão criaria um grupo combinado com valor de mercado de cerca de R$ 50 bilhões em valores da época e uma frota de 470 mil carros. Empresas concorrentes pediram para o Cade intervir no caso.