Líder do Senado dos EUA diz que Congresso não vai aprovar alívio antes de eleição

129
O líder da maioria no Senado dos Estados Unidos, Mitch McConnel, discursa ao lado do presidente norte-americano, Donald Trump / Foto: Casa Branca

São Paulo – O Congresso dos Estados Unidos provavelmente não aprovará outro pacote de ajuda ao novo coronavírus antes da eleição de 3 de novembro, segundo o líder da maioria no Senado, o republicano Mitch McConnell.

“Eu gostaria que a gente superasse isso como fizemos em março e abril, mas acho que é improvável nas próximas três semanas”, disse ele para a rede CNBC.

A declaração se refere a discordância entre o governo e os democratas sobre quanto dinheiro deve ser colocado em um quinto pacote de ajuda, a oposição defende um plano amplo de US$ 2,2 trilhões que preveja ajuda aos governos locais e a Casa Branca apoiando uma proposta mais magra, de US$ 1,6 trilhão.

Depois de dizer aos membros de seu governo para abandonar as negociações no início desta semana, o presidente norte-americano, Donald Trump, renovou as esperanças da liberação de recursos ao defender ajuda individual para alguns setores, entre eles, aviação.

Ontem, no entanto, a presidente da Câmara dos Deputados, a democrata Nancy Pelosi, acabou com essa expectativa ao atrelar a ajuda para as companhias aéreas a uma proposta de estímulos mais ampla. Ela, no entanto, mostrou-se aberta a continuar com as negociações.