Líder da maioria no Senado dos EUA confia em acordo para nova rodada de ajuda

156
Fachado do Capitólio, em Washington / Foto: Divulgação / Governo britânico

São Paulo — O líder da maioria no Senado dos Estados Unidos, o republicano Mitch McConnell, confia em um acordo sobre mais uma rodada de ajuda ao novo coronavírus mesmo diante do impasse nas negociações com a oposição democrata.

“Não posso dizer exatamente quando um acordo será alcançado, mas acredito que isso acontecerá em um futuro próximo”, disse ele em entrevista para a rede CNBC.

McConnell reconheceu que a economia norte-americana precisa de apoio para lidar com as consequências da pandemia do novo coronavírus. “Acho que precisamos de um acordo adicional”, afirmou.

Ontem, os quatro principais negociadores do pacote, grupo que não inclui McConnell, pareciam estar de acordo sobre alguns tópicos, mas ainda assim permaneciam abertas questões importantes, incluindo o tamanho de um benefício federal os desempregados.

Na sexta-feira expirou o auxílio de US$ 600 por semana aos desempregados nos Estados Unidos. Uma proposta inicial dos republicanos do Senado previa um benefício de US$ 200 e que foi imediatamente rejeitado pela oposição. Fontes de Casa Branca sinalizam que as negociações atuais giram em torno de um suporte de US$ 400 semanais.