Lagarde diz que BCE tem ferramentas para lidar com salto em juros de títulos

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde / Foto: BCE

São Paulo – A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, disse que a autoridade monetária tem ferramentas para lidar com o recente salto nos juros dos títulos públicos e que não hesitará em usá-las caso esse movimento represente um risco para o mandato de estabilidade de preços.

“Eles podem nos testar o quanto quiserem”, disse ela em entrevista à Bloomberg TV. “Temos circunstâncias excepcionais para lidar no momento e temos ferramentas excepcionais para usar, uma bateria delas. Vamos usá-las como e quando necessário, a fim de cumprir nosso mandato e cumprir nossa promessa para a economia”, acrescentou.

Os juros dos títulos de dez anos da Alemanha e da Itália subiram para seu nível mais alto em quase duas semanas ontem, acompanhando pelos juros dos Treasuries, que operam nos maiores níveis em 14 meses, em meio a expectativas de uma recuperação econômica rápida e forte dos Estados Unidos e da aceleração da inflação.

O BCE se comprometeu neste mês a acelerar suas compras de títulos para manter os juros sob controle, embora o ritmo de aquisições tenha desacelerado na semana passada. Os bancos centrais da eurozona compraram, em média, 20 bilhões de euros em dívidas semanalmente nas últimas duas semanas para manter as condições de financiamento favoráveis para governos, empresas e famílias.

Lagarde não quis dizer se as autoridades chegaram a um acordo sobre esse nível específico de compras. “Dada a situação excepcional que enfrentamos, usamos o máximo de flexibilidade” com o programa de 1,85 trilhão de euros, disse Lagarde, referindo-se ao PEPP. “Vamos usar tudo ou não, ou mais, e certamente vamos ajustar conforme necessário”, acrescentou.