Janeiro é prazo razoável para vacina da covid-19, diz diretor do Butantan

181
Foto: Brian Hoskins / freeimages.com

São Paulo – O prazo razoável para esperar o início da distribuição da vacina do Instituto Butantan, desenvolvida em parceria com a Sinovac, é janeiro de 2021, afirmou o diretor da instituição, Dimas Covas, durante audiência na Câmara dos Deputados.

“Todos os processos de controle de qualidade já se iniciaram. Então poderemos ter a vacina. Me pergunto se ela [vacina] estará registrada, aprovada pelo estudo clínico e se poderá ser utilizada. Eu sou muito otimista, acho que um prazo razoável seria janeiro de 2021, dado o desempenho dessa vacina até o presente momento”, afirmou.

“Essa vacina está pronta, não é uma vacina em desenvolvimento. Então, é uma vacina pronta, que está em processo de produção lá na China. Neste momento se procura ampliar a capacidade produtiva que será feita lá na China e aqui no Brasil”, disse Covas.

Ele lembrou que o estudo clínico da vacina começou há duas semanas e será com 9 mil voluntários, estudados em 12 centros, em seis estados.

“Esperamos concluir esse estudo clínico até o final de setembro. Portanto, a partir de setembro e outubro já estaremos nas fases de análises intermediárias. A partir de outubro, a qualquer momento já poderemos ter a demonstração da eficácia dessa vacina”, afirmou.