Jamais esteve em análise privatizar o SUS, diz Guedes

177
Paulo Guedes ministro Economia Brasil
O ministro da Economia, Paulo Guedes. Foto: Divulgação/ Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça.

Brasília – A possibilidade de privatizar o Sistema Único de Saúde (SUS) jamais esteve em análise, afirmou o ministro da Economia, Paulo Guedes, em audiência pública na comissão mista sobre a Covid-19.

A possibilidade de o governo estar querendo privatizar o SUS surgiu ontem após publicação de decreto pelo presidente Jair Bolsonaro em que que ele pede estudos para avaliar a possibilidade de conceder à iniciativa privada as UBSs (Unidades Básicas de Saúde), a porta de entrada para o SUS.

Segundo Guedes, o que existiu foi uma possibilidade de se fazer uma parceria público privada como forma de ajudar o sistema de saúde com a construção de UBS que estão atualmente paradas.

“Foi decisiva a importância de se ter um sistema descentralizado de acesso a saúde. Seria um contrassenso privatizar o SUS. Esse decreto veio da área de PPI, aparentemente tinha várias unidades básicas de saúde que iniciaram a construção, mas não conseguiram terminar por falta de recursos e isso no meio de uma pandemia”.