Israel dissolve parlamento e realizará quinta eleição em quatro anos

322
Bandeira de Israel. Foto: Pixabay

São Paulo – Parlamentares israelenses votaram nesta quinta-feira pela dissolução do Parlamento, o Knesset, abrindo caminho para uma nova eleição que será a quinta de Israel em menos de quatro anos. A decisão ocorre após o colapso da coalizão governista do primeiro-ministro Naftali Bennett.

O ministro das Relações Exteriores, Yair Lapid, assumirá amanhã o cargo de primeiro-ministro interino sob os termos do acordo de coalizão feito entre o atual premiê Bennett e Lapid no ano passado.

A votação põe fim ao mandato de Bennett como premiê e dá ao ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, deposto há pouco mais de um ano pela coalizão de partidos de direita e esquerda, abertura para retornar ao poder.

Bennett, ex-comandante do Exército e milionário da tecnologia, não concorrerá à eleição. Em um comunicado na noite de ontem, ele disse que seu governo deixou um “país próspero, forte e seguro” e mostrou que partidos com diferentes posicionamentos políticos podem trabalhar juntos.