IPCA-15 sobe menos que o previsto e registra menor inflação para o mês desde agosto de 2010

Por Olívia Bulla

São Paulo – A prévia da inflação oficial no país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), subiu 0,08% em agosto, praticamente repetindo a alta de 0,09% apurada em julho. Trata-se do menor resultado para o mês desde 2010 (-0,05%). O resultado mensal ficou abaixo da mediana das expectativas do mercado financeiro, de +0,17%, conforme o Termômetro CMA.

Com isso, o IPCA-15 acumula altas de 2,51% no ano e de 3,22% nos últimos 12 meses, até este mês. O resultado no período de 12 meses também ficou abaixo da mediana das estimativas, de +3,33%. As informações foram divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o IBGE, dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, quatro apresentaram deflação, na passagem de julho para agosto, sendo que o destaque ficou com Transportes (de -0,44% para -0,78%), que contribuiu com o maior impacto negativo no IPCA-15 do período, com -0,14 ponto percentual (pp).

Alimentação e Bebidas (de +0,03% para -0,17%) e Saúde e Cuidados Pessoais (de +0,34% para -0,32%) também trouxeram alívio no resultado geral do indicador, de -0,04 pp, cada. Já no lado das altas, destaque para a aceleração em Habitação, de +0,43% em julho para +1,42% em agosto, representando o maior impacto positivo, de 0,23 pp.

Nessas classes de despesa, destaque para o item energia elétrica (+4,91%), que registrou a alta pelo sétimo mês consecutivo. Do lado da baixa, a gasolina caiu pelo segundo mês seguido, em -1,88% e representou o maior impacto individual negativo, com -0,08 pp. Em seguida, aparecem as passagens aéreas (-15,57%), com alívio de -0,07 pp no índice.

Quanto aos índices regionais, os preços caíram em seis das 11 áreas pesquisadas em agosto em relação a julho. O menor resultado ficou com a região metropolitana de Goiânia (-0,29%), por causa da queda observada nos preços da gasolina, enquanto o maior foi o da área de São Paulo (+0,31%), influenciada pela alta em energia elétrica.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com