Início do período seco mostra queda nas chuvas e bandeira será amarela maio

São Paulo – Após cinco meses seguidos da bandeira tarifária verde, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu que em maio a bandeira será amarela, com custo extra de R$ 1 para cada 100 quilowatts-horas (kWh) consumidos. 

A agência reguladora disse que mesmo que a previsão hidrológica para o mês indique tendência de vazões próximas à média histórica, o patamar da produção hidrelétrica já reflete a diminuição das chuvas, o que eleva (Generating Scaling Factor – fator que mede o volume de energia gerado pelas hidrelétricas), mais conhecido como risco hidrológico, motivando assim o acionamento da bandeira amarela.

Segundo a Aneel, o preço esperado para o PLD deve permanecer próximo ao registrado nos últimos meses, mesmo diante da perspectiva de que as afluências aos principais reservatórios fiquem perto da média. O GSF e o PLD são as duas variáveis que determinam a cor da bandeira a ser acionada.

Além da amarela, existe ainda a bandeira tarifária verde, sem custo extra para o consumidor; a bandeira vermelha patamar 1, com custo extra de R$ 3 para cada 100 KWh consumidos; e a bandeira vermelha patamar 2, com cobrança adicional de R$ 5 para cada 100 KWh consumidos.

Leandro Tavares / Agência CMA

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com