Inflação anual na Alemanha desacelera a 1,2% em setembro

109

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O índice de preços ao consumidor da Alemanha subiu 1,2% em setembro na comparação com o mesmo mês do ano anterior, após apresentar alta de 1,4% em agosto, de acordo com dados revisados divulgados pelo Escritório Federal de Estatísticas (Destatis).

Na comparação entre setembro e agosto, o índice ficou estável. Na leitura preliminar, o índice apresentou números idênticos.

Os preços de energia (que incluem eletricidade e combustíveis) caíram 1,1% em setembro em base anual (sem revisão), após a alta de 0,6% em agosto.

Os preços de alimentos subiram 1,3% (sem revisão), depois de avançarem 2,7% no mês anterior.

Os preços dos bens avançaram 0,6% (sem revisão) em setembro, em base anual, após a alta de 1,3% em agosto. Enquanto isso, os preços dos serviços subiram 1,8% (revisão de +0,4 ponto percentual), depois de avançarem 1,3% no mês anterior.

O índice de preços ao consumidor harmonizado (HICP, na sigla em inglês), calculado em padrões internacionais da União Europeia (UE) para efeito de comparação com os índices de outros países do bloco, subiu 0,9% em setembro na comparação anual e teve queda de 0,1% em relação ao mês anterior. A leitura preliminar mostrou números idênticos.