Índice de rejeição de Bolsonaro cresce de 30% para 33%, aponta Datafolha

Por Gustavo Nicoletta

São Paulo – A parcela da população que considera o governo do presidente Jair Bolsonaro ruim ou péssimo aumentou de 30% em abril para 33% ao fim dos primeiros seis meses de mandato, de acordo com pesquisa conduzida pelo Datafolha. A fatia dos que consideram a atual administração ótima ou boa também cresceu, mas em menor grau, de 32% para 33%, enquanto os que veem o governo como regular diminuíram de 33% para 31%. Os outros 2% não souberam responder.

O Datafolha ouviu 2.860 pessoas entre os dias 4 e 5 de julho com mais de 16 anos em 130 cidades, e a margem de erro da pesquisa é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Segundo o Datafolha, os números de Bolsonaro o colocam como o político mais mal avaliado nos seis primeiros meses em primeiro mandato desde o ex-presidente Fernando Collor de Mello, em 1990, que no mesmo período tinha 34% de aprovação e 20% de rejeição.

Entre os eleitores que votaram em Bolsonaro no segundo turno, a avaliação do presidente melhorou, com 60% deles considerando que o político está fazendo um trabalho bom ou ótimo. Em abril, esse índice era de 54%.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com