Indicador de evolução da produção cai a 48,8 pontos em setembro, mostra CNI

140

Por Priscila Oliveira

Brasília, 22 de outubro de 2019 – O indicador que mede a evolução da produção industrial no Brasil caiu 2,6 pontos entre agosto e setembro, chegando a 48,8 pontos, abaixo da linha divisória de 50,0 pontos. Há um ano, o indicador estava em 47,2 pontos, segundo dados da Confederação Nacional das Indústrias (CNI).

A sondagem da indústria mostra que a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) ficou estável em 69% entre agosto e setembro. Em comparação ao ano anterior a UCI passou de 68% em 2018 para 69% em setembro de 2019. A UCI usual caiu de 44,1 pontos para 42,9 pontos em setembro.

O indicador de evolução dos estoques subiu de 50,1 pontos para 50,4 pontos na mesma comparação, se mantendo na linha divisória dos 50 pontos. O estoque efetivo em relação ao planejado teve queda, de 51,7 pontos para 51,4 pontos.

Expectativas

Em relação às expectativas para o setor industrial referente a este mês, a apuração da CNI mostra queda no índice sobre a perspectiva de demanda para os próximos seis meses passando de 57,7 pontos para 56,7 pontos. O indicador sobre as compras de matéria-prima também caiu de 54,9 para 54,2 pontos, na mesma comparação.

A expectativa para a quantidade exportada subiu de 51,6, e para 52,5 pontos o indicador sobre o número de empregados oscilou em baixa de 50,7 para 50,2 pontos. Sobre a intenção de investimento, o dado teve alta passando de 53,5 pontos em agosto para 54,1 pontos em setembro, ainda acima da linha divisória.