Índia bate novo recorde com mais de 350 mil casos diários de covid-19

Primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, em Brasília, em novembro de 2019 / Foto: Marcos Corrêa/PR

São Paulo – A Índia ultrapassou 17 milhões de casos acumulados de covid-19 ao registrar pela primeira vez mais de 350 mil infecções adicionais nas últimas 24 horas, alcançando um recorde de contaminações diárias pelo quinto dia seguido, de acordo com o Ministério da Saúde. As informações são da agência de notícias “Sputnik”.

O saldo atualizado inclui 17.313.163 casos confirmados de covid-19, alta de 352.991 em um dia, com 195.123 mortes, avanço diário de 2.812. No dia anterior, 349.691 novas infecções e 2.767 mortes foram notificadas na Índia.

Os casos ativos hoje representam 16,25% do total acumulado e as recuperações, 82,62%. A taxa de mortalidade é de 1,13%. O estado de Maharashtra, no oeste do país, continua a ser o território mais atingido por essa onda de pandemia, respondendo por quase 25% dos casos ativos.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, comparou o novo ataque da covid-19 a uma tempestade. “Depois de enfrentar com sucesso a primeira onda do novo coronavírus, o país estava cheio de entusiasmo, cheio de autoconfiança, mas essa tempestade abalou o país”, reconheceu o político no domingo.

O aumento de casos na Índia vem após o afrouxamento das restrições e a propagação de variantes mais contagiosas. Na semana passada, Modi disse que medidas de bloqueio só devem ser usadas como último recurso, e que o governo tornará vacinas mais amplamente disponíveis.

A nova onda de infecções está sobrecarregando o sistema de saúde da Índia. Hospitais em Nova Delhi e outras cidades duramente atingidas têm recusado pacientes e estão com pouco oxigênio, camas e outros suprimentos médicos, segundo relatos da mídia.