Incertezas por Brexit e covid-19 reduzem investimentos, diz Bailey

150

São Paulo – As incertezas causadas pelas negociações do Brexit com a União Europeia (UE) e pela pandemia de covid-19 reduzem os investimentos no Reino Unido, disse o presidente do Banco da Inglaterra (BoE), Andrew Bailey, acrescentando que avanços em vacinas contra o novo coronavírus são sinais de otimismo.

“Tanto a covid-19 quanto o processo de definição do relacionamento futuro com a UE aumentaram a incerteza – vemos isso nas pesquisas – e isso restringiu o investimento”, disse Bailey, em texto preparado para discurso em um evento.

Ele ressaltou que não está em posição de fazer julgamentos sobre as negociações em andamento acerca da futura relação entre Londres e Bruxelas depois do período de transição pós-Brexit, que acaba em 31 de dezembro, mas reiterou que “a incerteza reduz o investimento”.

O Relatório de Política Monetária mais recente do banco mostrou que as expectativas de empresas para vendas no próximo ano permanecem moderadas, assim como as medidas de intenções de investimento, disse ele. Desde então, porém, foram anunciados avanços em vacinas contra o novo coronavírus.

“Desde que publicamos nosso relatório, temos notícias encorajadoras sobre vacinas. É claro que há muito a fazer e passos importantes a serem dados e evidências a serem coletadas, mas este é um grande passo à frente e terá um papel importante na redução do nível de incerteza”, disse. “Agora podemos ver alguma luz no fim do túnel”.