Ibovespa sobe e dólar cai em dia de forte influência externa

São Paulo – O Ibovespa operou com muita volatilidade no primeiro pregão de maio, oscilando quase todo o dia entre altas e baixas, e no início da tarde chegou a tocar a mínima de 118.527,51 pontos. O principal índice da B3 fechou em ligeira alta de 0,21%, aos 119.209,48 pontos. A máxima do dia ficou em 119.903,87 pontos e o volume financeiro foi de R$ 30,9 bilhões com a melhora das ações ligadas a commodities.

Os papéis da Usiminas (USIM5) tiveram melhora perto do encerramento e fecharam em queda de 3,20%; CSN (CSNA3) perderam 1,43%; Gerdau (GGBR4) baixaram 2,16. Já as ações da Vale (VALE3) retraíram 0,51%; JBS (JBSS3) registraram perda de 1,26% e Braskem (BRKM5) apontaram queda de 4,68%.

A retração apontada nos negócios de hoje foi atribuída “à queda dos papéis das exportadoras- setor siderúrgico e alimentação- e da ação da Braskem (BRKM5), que tem importante peso no índice”, comentou o analista José Costa Gonçalves, da Codepe Corretora.

Para os analistas da Terra Investimentos “o Ibovespa passou a operar em queda puxado por empresas de commodities”.

Já a alta na Bolsa foi atrelada ao mercado externo e ao ganho do setor bancário, afirmou o economista Gustavo Bertotti, da Messem Investimentos. “Com a semana de balanços corporativos, estamos vendo algumas altas hoje e está ajudando o Ibovespa”. Hoje, após o fechamento, o Itaú divulgará o resultado do balanço. Amanhã, é a vez do Bradesco.

O dólar comercial encerrou a primeira sessão de maio com queda de 0,18%, cotado a R$ 5,4190 para venda. No mês passado, a moeda norte-americana recuou 3,5%. Mas o que influenciou no pregão de hoje foram dados mais fracos do que o esperado sobre a economia dos Estados Unidos. A fala do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, no período da tarde vez o dólar perder força que queda, chegando a apontar ligeiro viés de alta.

Mais cedo, nota sobre o período da tarde para os mercados, Heloïse Sanchez e Régis Chinchila, analistas da Research Terra Investimentos, afirmava que “no mercado externo, índices operam em alta aguardando discurso do Powell, além de semana com diversos indicadores econômicos no radar que devem mostrar a recuperação da economia dos Estados Unidos”.

“Aqui no Brasil, Lira (Arthur, presidente da Câmara) informou que pretende dividir texto das reformas em quatro partes, com a Câmara cuidando de duas partes e o Senado de outras duas, sendo elas: Contribuições sobre Bens e Serviços, Imposto de Renda e Tributação de Fundos; Imposto sobre Produtos industrializados e Imposto Seletivo; Passaporte Tributário, que consistiria no refinanciamento e transação de dívidas tributárias; Criação do Imposto Digital”, explicaram.

Sobre a economia dos Estados Unidos, a atividade industrial medida pelo índice do Instituto de Gerência e Oferta (ISM, na sigla em inglês) caiu para 60,7 pontos em abril, de 64,7 pontos em março. Analistas previam alta para 65,0 pontos. Números acima de 50 indicam expansão da atividade, enquanto números menores sugerem contração.

Entre os componentes do índice, o de novas encomendas caiu de 68,0 pontos para 64,3 pontos; o de produção recuou de 68,1 pontos para 62,5 pontos e o de emprego teve queda de 59,6 pontos para 55,1 pontos. O componente de estoques teve baixa de 50,8 pontos para 46,5 pontos e o de preços subiu de 85,6 pontos para 89,6 pontos.

Pela tarde, Powell disse que as perspectivas econômicas melhoraram, mas reconheceu que essa recuperação ainda é desigual, pesando sobre as camadas mais baixas da sociedade. “O Fed está focado nessas desigualdades de longa data porque elas pesam sobre a capacidade produtiva de nossa economia”, disse ele em discurso para a conferência on-line sobre uma economia mais justa.

Segundo Powell, a pandemia de covid-19 teve efeitos severos sobre trabalhadores das minorias. “Enquanto 22% dos pais pararam de trabalhar ou trabalharam menos em 2020 por causa das interrupções da pandemia na creche ou na escola, esse número salta para 36% e 30% para mães afro-americanas e hispânicas”, disse.

As taxas dos contratos de juros futuros (DIs) fecharam em alta enquanto os investidores seguiram ajustando suas posições com vistas à reunião do Conselho de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) marcada para quarta-feira.

Com isso, o DI para janeiro de 2022 fechou com taxa de 4,735%, de 4,670% no ajuste anterior; o DI para janeiro de 2023 projetava taxa de 6,41%, de 6,31%; o DI para janeiro de 2025 ia a 7,86%, de 7,80% antes; e o DI para janeiro de 2027 tinha taxa de 8,50%, de 8,45%, na mesma comparação.

Wall Street iniciou o mês de maio com os investidores comprando ações de empresas economicamente sensíveis e se desfazendo de papéis de tecnologia, o que ajudou o Dow Jones e o S&P 500 a terminarem a primeira sessão da semana em alta, mas fez o Nasdaq encerrar o dia com perdas.

Confira a variação e a pontuação dos índices de ações dos Estados Unidos no fechamento:

Dow Jones: +0,70%, 34.113,23 pontos

Nasdaq Composto: -0,48%, 13.895,10 pontos

S&P 500: +0,27%, 4.192,66 pontos