Ibovespa fecha em alta com caça a pechinchas em meio a correção

615
Foto: Paul Pasieczny / freeimages.com

O Ibovespa fechou em alta, mas não conseguiu terminar o dia acima dos 124 mil pontos depois de passar praticamente todo o pregão disputando a marca com os investidores em busca de pechinchas um dia depois de uma forte realização de lucros ter provocado um recuo de 1,45% no índice. Entretanto, os riscos políticos e o avanço desenfreado da pandemia seguiram pressionando os ativos de risco negociados nos mercados financeiros internacionais, provocando volatilidade na bolsa brasileira e limitando consideravelmente o avanço.

“O Ibovespa tende a buscar recuperação, mas deve operar com muita volatilidade e depender dos rumos das bolsas de valores do exterior”, advertiu Pedro Galdi, analista da Mirae Asset, antes da abertura. Na avaliação dele, o recuo da véspera representou um ajuste técnico depois de o índice ter estabelecido novos recordes de fechamento na semana passada.

Em meio à correção, papéis que ontem mantiveram forte apreciação apesar do recuo da bolsa hoje passaram por realização. Foram os casos de NotreDame Intermédica, Hapvida e PetroRio. Ao término do pregão, o Ibovespa havia avançado 0,60%, aos 123.998,00 pontos.

O dólar comercial fechou com forte queda de 3,28% no mercado à vista, cotado a R$ 5,3220 para venda, na maior queda percentual diária desde 8 de junho de 2018 (quando recuou 5,50% na sessão) e interrompendo a sequência de quatro altas seguidas. Além de acompanhar o exterior em um movimento de correção após a forte alta ontem, o fluxo de entrada de recursos no mercado local por meio de captações corporativas corroboraram para o derretimento da divisa na sessão.

O diretor da Correparti, Ricardo Gomes, ressalta que o dólar desabou em “claro” movimento de realização. “Moedas frágeis e vulneráveis, a exemplo do real, normalmente, são as eleitas pelos especuladores para ampliar os ganhos, em momentos de incertezas”, avalia.

Após oscilarem entre perdas e ganhos ao longo de toda a sessão, os principais índices do mercado de ações norte-americano conseguiram se firmar em campo positivo e terminar o dia em alta. A expectativa de uma distribuição ampla de vacinas e mais apoio fiscal mitigaram os sinais de volatilidade diante dos riscos decorrentes do aumento de casos de covid-19 e de turbulências políticas.

Confira abaixo a variação e a pontuação dos principais índices de ações dos Estados Unidos no fechamento:

Dow Jones: +0,19%, 31.068,69 pontos
Nasdaq Composto: +0,28%, 13.072,40 pontos
S&P 500: +0,04%, 3.801,19 pontos