Hospitalizações por covid-19 nos EUA passam de 90 mil pela primeira vez

161
Enfermeira usa máscara cirúrgica / Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – O número hospitalizações devido à covid-19 nos Estados Unidos alcançou um novo recorde e ultrapassou a marca de 90 mil pela primeira vez, enquanto os norte-americanos celebravam o dia de Ação de Graças, e os casos da doença seguiram avançando.

As hospitalizações pelo novo coronavírus alcançaram o recorde de 90.481, de acordo com dados do Projeto Rastreamento Covid – um esforço colaborativo executado por voluntários para rastrear a pandemia em andamento nos Estados Unidos.

O país tem registrado um novo máximo de hospitalizações a cada dia desde que o número superou 60 mil pela primeira vez em 10 de novembro. Antes disso, recorde de pessoas hospitalizadas havia sido em 15 de abril, com 59.924, segundo informações do projeto.

Os dados mostram ainda que há 17.802 paciente atualmente internados em unidades de terapia intensiva (UTIs) e 5.979 pessoas em respiradores.

O país registrou nas últimas 24 horas 110.611 novos casos de covid-19, depois de ter reportado 181.490 infecções no dia anterior, segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins. O recorde de 196.010 foi alcançado no dia 20 de novembro.

No total, os Estados Unidos – país que possui o maior número de infecções e de mortes no mundo – têm 12.885.297 pessoas contaminas pelo novo coronavírus e 263.462 óbitos ligados à doença, alta de 1.232 em 24 horas, depois dos 2.297 reportados um dia antes.

O Texas é o estado com o mais número de casos nos Estados Unidos, e reportou 1.202.804 contaminações até o momento, seguido pela Califórnia, com 1.172.383. O terceiro estado com mais infecções no país é a Flórida, com 961.676. Além disso, vários estados registraram recordes de novas infecções no dia de Ação de Graças, como Pensilvânia, Massachusetts e Arkansas.