Holanda relaxa medidas restritivas contra covid-19 e pede cautela

Canal em Amsterdã / Foto: Stephen Keates / freeimages.com

São Paulo – O governo da Holanda aliviou algumas medidas restritivas para conter a propagação do novo coronavírus, com reabertura parcial de escolas, centros de esportes e de lojas no varejo, que poderão atender com hora marcada.

“Estamos agora em uma fase em que podemos assumir um risco um pouco maior – embora um risco limitado e cuidadosamente considerado”, diz o governo holandês, em comunicado, acrescentando que a “cautela permanece”.

Sob as novas regras, as escolas secundárias e as instituições de ensino profissional secundário reabrirão parcialmente a partir de 1 de março, com os alunos indo presencialmente às aulas pelo menos um dia por semana.

Além disso, a partir de 3 de março, jovens com 26 anos ou menos poderão treinar juntos ao ar livre em instalações esportivas novamente; as profissões baseadas em contato podem ser praticadas novamente; e os varejistas podem abrir para compras com hora marcada.

Por sua vez, o toque de recolher permanecerá em vigor pelo menos até 15 de março, e as pessoas não podem ficar ao ar livre entre as 21h0 e as 04h30 no horário local. O governo citou preocupações com o aumento de variantes do coronavírus britânico. “Uma terceira onda de infecções parece inevitável”.

O governo anunciou também a proibição de voos de passageiros de países como Reino Unido, África do Sul e Brasil, entre outros, até pelo menos 4 de março.