Guedes estuda desonerar empresas removendo subsídios tributários

Entrevista coletiva do ministro da economia, Paulo Guedes. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

São Paulo – O governo federal estuda remover alguns subsídios tributários existentes hoje para aprofundar a desoneração tributária que já foi sinalizada até agora às empresas, afirmou o ministro da Economia, Paulo Guedes, durante uma audiência na Câmara dos Deputados.

Durante um pronunciamento inicial, ele ressaltou que o governo decidiu cobrar imposto de renda sobre os dividendos distribuídos a pessoas físicas e, ao mesmo tempo, reduzir a alíquota do imposto que é cobrado das empresas, e acrescentou: “se conseguirmos remover alguns subsídios, aí realmente nem a empresa paga mais”.

“A queixa é de que o capitalista foi tributado em mais do que a empresa recebeu, quando na verdade queríamos reduzir algumas deduções, alguns subsídios para que tudo que foi pago pelo acionista depois, com o dinheiro que saiu da empresa, seja devolvido as empresas. Nas empresas é onde acontece milagre da produtividade, é onde sobem os salários e produtividade do trabalho”, disse Guedes.

“Se reinvestir, ficar na empresa, o imposto será baixo. Se tirou pra usufruto pessoal, não tem problema. Não pode ter vergonha de ser rico. Tem que ter vergonha de não pagar imposto”, afirmou.