Governo vai ampliar validade de testes de covid-19, diz ministro

157
O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

São Paulo – O prazo de validade dos testes de detecção da covid-19 comprados pelo governo e distribuídos na rede pública de saúde possui uma validade real maior que a de oito meses indicada nas embalagens, afirmou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante uma audiência com uma comissão mista do Congresso.

“Nunca partimos da premissa de que testes vão vencer em dezembro”, disse ele, ao ser questionado sobre a perda de validade de testes que foram adquiridos pelo governo federal e ainda não foram utilizados. “As validades do teste estão ali dentro para 2021, 2022 e 2023”, afirmou.

Segundo ele, quando os testes chegaram ao Brasil, entre abril e maio, foram registrados na Anvisa com uma validade pequena em caráter “emergencial” para que fosse possível iniciar o uso. “A validade inicial seria e será renovada.

Porque os componentes do teste, como foi apresentado na comissão externa da Câmara, tem validade muito mais estendida. Isso não é novidade. processo de revalidação começou há muito tempo”, afirmou.