Governo norte-americano inclui nove entidades chinesas em lista negra

115
Foto: Casa Branca

São Paulo – O Departamento de Comércio norte-americano incluiu nove entidades chinesas em sua lista negra por violações de direitos humanos em Xinjiang, em mais um passo na escalada de tensões entre Estados Unidos e China.

Em comunicado, o Departamento de Indústria e Segurança (BIS) do Departamento de Comércio anunciou a inclusão do Instituto de Ciência Forense do Ministério de Segurança Pública da República Popular da China e oito empresas chinesas à lista negra, fazendo com que essas entidades enfrentem novas restrições sobre acesso à tecnologia dos Estados Unidos.

A nota informa ainda que essas entidades cometeram violações de direitos humanos contra grupos minoritários muçulmanos na região chinesa de Xinjiang. Pequim vem rejeitando repetidamente essas alegações e diz que cumpre os tratados internacionais de direitos humanos.