Governo norte-americano anuncia rompimento definitivo com OMS

314
O presidente norte-americano, Donald Trump. Foto: Divulgação/ Casa Branca

São Paulo – Os Estados Unidos estão encerrando seu vínculo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e redirecionando os fundos destinados ao organismo para outras necessidades globais de saúde, anunciou o presidente norte-americano, Donald Trump, em coletiva de imprensa na Casa Branca.

“Vamos encerrar nosso relacionamento com a OMS hoje”, disse ele. “A China tem controle total sobre a OMS mesmo contribuindo muito mesmo do que os Estados Unidos”, acrescentou.

Ao anunciar o congelamento dos repasses à OMS, em 14 de abril, Trump disse que os Estados Unidos contribuíam com US$ 400 milhões a US$ 500 milhões anualmente, e acusou a organização de se posicionar ao lado da China ao não tomar medidas mais duras quando os primeiros casos da doença surgiram.

Na coletiva de hoje, Trump voltou a culpar a China pela disseminação do novo coronavírus, sugerindo que a OMS foi conivente com Pequim ao acobertar a real situação, o que levou o mundo a enfrentar a pandemia atual.

“A falta de transparência da China custou milhares de vidas nos Estados Unidos. A China permitiu que seus cidadãos viajassem mesmo sabendo do vírus, que chegou aos Estados Unidos e à Europa”, afirmou.

O novo coronavírus foi inicialmente descoberto na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro do ano passado. Os Estados Unidos são o país com mais casos no mundo, com mais de 1,7 milhão de contaminados e mais de 102 mil mortes, segundo a Universidade Johns Hopkins.