Governo busca resultado satisfatório de negociações com EUA

43

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O governo da China busca resultados satisfatórios das negociações comerciais com os Estados Unidos assim que possível, disse o ministro assistente chinês de Comércio, Ren Hongbin, em coletiva de imprensa.

“Quanto à cooperação econômica e comercial China e Estados Unidos, todos sabemos que nossa atitude e posição são consistentes. A essência da cooperação econômica e comercial entre China e Estados Unidos é benefício mútuo e ganha-ganha”, disse ele, ao ser questionado sobre o progresso das negociações e se Pequim vai retaliar caso Washington aplique novas tarifas.

“Com relação às consultas e negociações econômicas e comerciais entre China e Estados Unidos, esperamos que os dois lados avancem nas negociações e nas consultas de acordo com os princípios de igualdade e respeito mútuo, e levem em consideração as principais preocupações de cada um e alcancem resultados satisfatórios assim possível”, acrescentou.

O governo dos Estados Unidos planeja aplicar sobretaxas a US$ 156 bilhões em produtos importados chineses no dia 15 de dezembro, caso os dois lados não cheguem a um acordo. A china, porém, disse que só assinará um pacto comercial caso todas as tarifas, existentes quanto planejadas, sejam retiradas.

Na sexta-feira, o principal assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse que não trabalha com prazo arbitrários, sem descartas a aplicação das tarifas, ao mesmo tempo em que afirmou que um pacto comercial está próximo.