Governo britânico define novo regime de tarifas para período após o Brexit

341
Guarda de honra britânica / Foto: Divulgação / Governo

São Paulo – O governo britânico anunciou um plano de tarifas pós-Brexit, sob o qual substituirá a tarifa externa comum da União Europeia (UE) pela tarifa global do Reino Unido no dia primeiro de janeiro de 2021, no final do período de transição.

“Nossa nova tarifa é adaptada às necessidades da economia do Reino Unido.
Apoiará a economia, tornando mais fácil e barato para as empresas importar bens do exterior. É um regime mais simples, mais fácil de usar e com tarifas mais baixas do que a tarifa externa comum da UE e será em libras, não em euros”, diz o governo, em comunicado.

Sob a proposta, o governo simplificará cerca de 6 mil linhas tarifárias e reduzirá para zero tarifas abaixo de 2%. Além disso, a tarifa global do Reino Unido também ampliará a área livre de tarifas, eliminando-as em uma ampla gama de produtos.

Assim, 60% do comércio entrará na área livre de tarifas do Reino Unido sobe os termos da Organização Mundial do Comércio (OMC) ou através do acesso preferencial existente a partir de janeiro de 2021. “As negociações bem-sucedidas do acordo de livre-comércio aumentarão isso”, diz a nota.

O governo “está mantendo tarifas sobre vários produtos apoiando as indústrias do Reino Unido, como agricultura, automotiva e pesca”. Assim, fica mantida a tarifa de 10% nos carros, além de taxas sobre cordeiro, carne bovina e aves, além da grande maioria dos produtos cerâmicos.