Fluxo de veículos cai 2,7% nas rodovias pedagiadas em outubro, diz ABCR

149

São Paulo – O fluxo total de veículos nas estradas pedagiadas caiu 2,7% em outubro na comparação anual, de acordo com o índice da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), em parceria com a Tendências Consultoria, impactado pelo isolamento social por conta do coronavírus. No período, o fluxo de leves caiu 3,9% e o de pesados cresceu 0,8%, indicando recuperação da economia desde o início da pandemia de covid, reabertura das atividades e maior movimento nas estradas durante o feriado do dia 12.

Na comparação mensal, porém, o fluxo continuou mostrando recuperação, com alta de 2,9% do total em outubro ante setembro, sendo que os veículos leves subiram 4,0% e os pesados tiveram elevação de 0,2%.

“Desde reabertura das atividades econômicas após o isolamento social, é maior resiliência e velocidade de recuperação de veículos pesados. Já os veículos leves tem sinalizado tendência de recuperação nos últimos meses. O fluxo dos últimos foi impulsionado pelo feriado do dia 12, quando se avalia seu resultado na série interanual. Ao contrário do ano passado, em 2020 o feriado ocorreu numa segunda-feira, o que favoreceu as decisões de viagens para lazer.”, afirma Andressa Guerrero, analista da Tendências Consultoria.

Nos últimos 12 meses, o índice ABCR registra queda de 12,0%, sendo que o de leves caiu 15,2% e o de pesados recuou 1,8%. No acumulado do ano, até outubro, na comparação com o mesmo período de 2019, o fluxo total caiu 14,9%, enquanto o de leves retraiu 18,9% e o de pesados teve baixa de 2,6%.

Em São Paulo, o fluxo total de veículos teve queda de 5,3% em outubro na base anual, enquanto na comparação mensal, com ajuste sazonal, houve alta de 3,2%. No Rio de Janeiro, por sua vez, o fluxo total caiu 1,6% em outubro na comparação anual, sendo que na base mensal, com ajuste sazonal, houve alta de 0,7% em relação a setembro.