Fitch eleva perspectiva de crescimento do PIB da China de 2021 para 8,0%

Visão da muralha da China / Foto: Casa Branca

São Paulo — A agência de classificação de risco Fitch Ratings elevou sua previsão para o crescimento econômico da China no próximo ano para 8,0%, com base no aumento da demanda doméstica e nas expectativas para a implantação da vacina contra o coronavírus.

Na sua previsão de setembro, a empresa dizia esperar um aumento do Produto Interno Bruto (PIB) chinês de apenas 7,7% em 2021.

“Isso estaria bem acima de nossa estimativa do potencial de crescimento de longo prazo da China de cerca de 5,5%, mas é bastante viável a partir de uma base tão baixa em 2020”, escreveram analistas da Fitch em relatório.

Os especialistas destacam que, nos últimos meses, os dados apontam para uma recuperação significativa do consumo chinês. Além disso, dizem eles, “o ambiente econômico global provavelmente também melhorará no segundo semestre do próximo ano, à medida que mais pessoas forem vacinadas”.

Para este ano, a Fitch prevê que a China cresça 2,3%. No primeiro trimestre, o país teve uma contração de 6,8% devido à pandemia de covid-19.

Os analistas também comentaram que não esperam um endurecimento da política monetária chinesa, dada a queda da inflação e o fortalecimento do iuane.