Federal Reserve libera recompra de ações com limites após teste de estresse

322
Prédio do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) em Washington. Foto: Divulgação/ Federal Reserve

São Paulo – Os testes de estresse do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) mostraram que as maiores instituições financeiras que atuam nos Estados Unidos seguem sólidas em meio à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, embora tenha alertado para perdas bilionárias em caso de uma prolongada desaceleração econômica.

Diante deste cenário, o Fed passará a permitir que os bancos retomem as recompras de ações, mas que, pelo menos no primeiro trimestre, restringirá o montante. A autoridade monetária também indicou que continuaria a restringir o pagamento de dividendos.

“Diante da contínua incerteza econômica e para preservar a força do setor bancário, o Conselho está estendendo as atuais restrições às distribuições, com modificações. Para o primeiro trimestre de 2021, tanto os dividendos quanto as recompras de ações serão limitados a um valor com base na receita do ano anterior. Se uma empresa não obtiver receita, não poderá pagar dividendos ou fazer recompras”, diz o Fed.

Além disso, o banco central norte-americano indicou que os requisitos de capital das instituições financeiras não serão redefinidos neste momento.

“Com as atuais exigências de capital e restrições de distribuição em vigor, os bancos acumularam capital no ano passado. A restrição modificada continuará a preservar o capital e garantir que os grandes bancos ainda possam emprestar para famílias e empresas”, afirma o Fed.

O QUE OS TESTES MOSTRARAM

Os testes mostraram que em dois cenários hipotéticos, nos quais o desemprego permanece alto e a economia não se recupera por vários trimestres, os 33 maiores bancos dos Estados Unidos podem ser atingidos com perdas de empréstimos de até US$ 600 bilhões.

“No entanto, suas taxas de capital cairiam de um ponto inicial médio de 12,2% para 9,6% no cenário mais severo, bem acima do mínimo de 4,5%. As taxas de capital com base no risco de todos os bancos permaneceriam acima do mínimo exigido”, diz o Fed.

No início deste ano, o Fed conduziu seu teste de estresse anual e análises adicionais por conta da pandemia de covid-19. Esses resultados revelaram que os bancos tinham fortes níveis de capital, mas uma considerável incerteza econômica permanecia.

Em resposta, o Fed impôs várias restrições para garantir que os bancos preservassem o capital, incluindo a suspensão da recompra de ações e a limitação de dividendos. Com as restrições em vigor, os grandes bancos acumularam capital recentemente, apesar de reservar cerca de US $100 bilhões em reservas para perdas com empréstimos.