Fed estende medida que limita pagamento de dividendos e proíbe compra de ações

159
Prédio do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) em Washington. Foto: Divulgação/ Federal Reserve

São Paulo – O Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) estenderá por mais um trimestre algumas medidas para garantir que os grandes bancos que atuam nos Estados Unidos mantenham um alto nível de resiliência de capital, incluindo o limite ao pagamento de dividendos.

Com a medida, os bancos norte-americanos com mais de US$ 100 bilhões em ativos totais serão proibidos de fazer recompra de ações. Além disso, os pagamentos de dividendos serão limitados e vinculados a uma fórmula baseada na receita recente.

“As posições de capital de grandes bancos permaneceram fortes durante o terceiro trimestre enquanto tais restrições existiam”, diz o Fed no comunicado.

Em junho, o Fed divulgou os resultados de seu teste de estresse anual e análises adicionais, que constataram que todos os grandes bancos que atuam nos Estados Unidos estavam suficientemente capitalizados em meio à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

No entanto, à luz da incerteza econômica, o banco central norte-americano impôs várias restrições para preservar o capital das instituições financeiras, que fornece uma proteção contra perdas com empréstimos e apoia os empréstimos.

Ainda este ano, o Fed conduzirá um segundo teste de estresse para avaliar ainda melhor a resiliência dos grandes bancos do pais. Os resultados serão divulgados até o final do ano.