Fed anuncia condições mais favoráveis em programa Main Street

312
Edifício do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) / Foto: Fed

São Paulo – O Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) anunciou condições mais favoráveis para o programa “Main Street”, para permitir que mais pequenas e médias empresas possam receber apoio financeiro em meio à pandemia do novo coronavírus.

O Fed reduziu o montante mínimo do empréstimo, elevou o limite máximo, ajustou o cronograma de pagamento do principal para começar após dois anos, ao invés de um ano, e estendeu o prazo de quatro para cinco anos.

O objetivo é proporcional aos tomadores de empréstimos “maior flexibilidade no pagamento”, segundo o Fed, em comunicado divulgado ontem. A expectativa é de que o programa esteja aberto para registros em breve e que esteja comprando empréstimos ativamente logo depois.

“Apoiar pequenas e médias empresas para que estejam prontas para reabrir e recontratar trabalhadores ajudará a promover uma ampla recuperação econômica”, disse o presidente do Fed, Jerome Powell. “Estou confiante de que as mudanças que estamos fazendo melhorarão a capacidade do programa ‘Main Street’ de apoiar o emprego durante este período difícil”.

O programa pretende comprar 95% de cada empréstimo elegível submetido, e também aceitará empréstimos originados nos termos anunciados anteriormente, se financiados antes de 10 de junho de 2020.

O “Mais Street” foi lançado em março ejá foi revisado duas vezes antes do lançamento. O programa foi estabelecido com US$ 75 bilhões em patrimônio, fornecidos pelo Departamento do Tesouro pela Lei de Auxílio a Coronavírus, Alívio e Segurança Econômica.