Fauci pede que EUA continuem com medidas de prevenção contra covid-19

O diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos, Anthony S. Fauci / Foto: Casa Branca

São Paulo — O principal conselheiro para assuntos de saúde da Casa Branca, Anthony Fauci, alertou os governadores dos estados que a batalha do país contra o coronavírus ainda “não está em sua fase final” e pediu aos norte-americanos que continuem a cumprir as medidas de saúde pública.

“Quando ouço governadores recuando completamente nas diretrizes de saúde pública, ignorando o uso de máscaras ou outras recomendações do tipo, me preocupo, isso é muito arriscado”, disse Fauci em entrevista ao canal de televisão “CNBC” ontem.

“Ainda não estamos no fim disso”, disse ele, acrescentando que o abandono prematuro das medidas de saúde pública pode prolongar a pandemia.

Fauci explicou que o recente aumento de casos em toda a Europa se deveu em parte a um relaxamento das medidas de segurança.

“Quando você vê esse uma estabilização de casos, ainda há o risco de um aumento repentino e, de fato, infelizmente, é exatamente o que está acontecendo na Europa agora”, disse Fauci em outra conversa na rede de TV “Fox News”.

“Os europeus pensaram que estavam livres e não estavam e agora estão vendo um aumento absurdo”, acrescentou. “É preciso aguardar um pouco mais para dar ao programa de vacinação uma chance de aumentar a proteção na comunidade, assim o recuo de medidas será muito menos arriscado”.

Na tarde de ontem, os Estados Unidos chegaram a administrar 107 milhões de vacinas, de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças. 27% dos adultos receberam pelo menos uma dose até agora.

As infecções por covid-19 no país continuam a diminuir e no sábado caíram 11% em comparação com a semana anterior, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. No entanto, as infecções permanecem altas, com média de mais de 50 mil por dia, de acordo com os dados. E mais de 1.400 pessoas ainda morrem por dia do vírus nos Estados Unidos, em média.